Infinito
É curioso ver como Giordano Bruno iniciou os seus diálogos Acerca do infinito, do universo e dos mundos, publicado em 1584:
-(Elpino) Como é possível que o universo seja infinito?
-(Filóteo) Como é possível que o universo seja finito?
-(Elp) Julgam que se pode demonstrar essa infinidade?
-(Fil) Julgam que se pode demonstrar essa finidade?
-(Elp) De que extensão falas?
-(Fil) E tu de que limites falas?
Infinito

Se de um lado o conceito de infinito continua carregado das mesmas dificuldades de muitos séculos, de outro ele se enrriqueceu muito. Os matemáticos hoje classificam vários tipos diferentes de infinito em dois níveis:

nível zero (numerável)

nível um (contínuo)

Coforme demonstrado por Cantor, os números irracionais transcendentes, aqueles que não podem ser solução de uma equação algébrica, como o número pi (=3,141592....), são mais frequentes que os números irracionais algébricos. Ambos os conjuntos são infinitos. Mas o infinito dos transcendentes é mais intenso.

cientistastópicos
Copyright © 2000 todos os direitos reservados